“O amor e a fecundidade”

5a sessao

O amor é sempre fecundo, pois provoca o crescimento de cada pessoa. Quando se ama e se é amado, o coração dilata-se e a percepção sobre a vida aumenta, abrindo caminho para a entrega total da pessoa.

Isto significa que o namoro pode e deve ser fecundo! Aliás, como preparação daquela fecundidade futura que o matrimónio pede nos filhos que Deus poderá conceder. Importa que a intimidade que se sente e se vive no namoro possa ser a base e a esperança de uma maternidade e paternidade fecunda no futuro.

 

Anúncios