Caminhada pela vida!

13055559_957619751023056_3862466368148034826_n

Eu vou! E tu?

Vou porque nunca seremos demais para defender a vida, vou porque acredito que nada se pode sobrepor ao direito à vida, vou porque muitos são aqueles, ainda sem voz, que vêm as suas vidas depender da vontade de outros e muitos são aqueles que, no silêncio, gritam para que a vida não lhes seja tirada.

 

“É tão grande o valor duma vida humana e inalienável o direito à vida do bebé inocente que cresce no ventre de sua mãe, que de modo nenhum se pode afirmar como um direito sobre o próprio corpo a possibilidade de tomar decisões sobre esta vida que é fim em si mesma e nunca poderá ser objecto de domínio doutro ser humano.”

(Papa Francisco em Amoris Laetitia)

 

Depois de verem este vídeo também hão de querer ir para a rua e cantar: VIVA A VIDA!

E para os mais indecisos => https://www.facebook.com/caminhada.pelavida/?fref=ts
Mais ainda: Sábado está sol e não chove!!

Os dois serão uma só carne

“Qual é o mistério escondido em Deus de que o nosso corpo é sinal? (…) É claramente o Amor, do amor como comunhão e como comunhão das pessoas. O mistério da comunhão que existe em Deus é o mistério que é chamado a acontecer na comunhão destas duas pessoas pela entrega que cada um faz de si próprio ao outro. (…) É sinal da relação de Deus com o Seu povo, de Cristo com a Sua Igreja.”

 

#freedomtolove

Fica aqui um ponto de partida para quem a meta é o Céu. E como este tema não se esgota só com um post, outros virão em breve!

“Não pode haver uma tal espontaneidade em todos os movimentos e impulsos que nascem da mera concupiscência carnal, privada, como é, de uma escolha e de uma hierarquia adequada. É precisamente à custa do domínio sobre eles que o homem alcança essa mais profunda e madura espontaneidade com a qual o seu «coração», dominando os instintos, redescobre a beleza espiritual do sinal constituído pelo corpo humano na sua masculinidade e feminilidade.” (Papa São João Paulo II)

O mal da pornografia

Dr. Peter Kleponis: Pornography and its attack on true Fatherhood.

Apelo ao coração humano

“O pudor tem um duplo significado: indica a ameaça do valor e simultaneamente preserva interiormente esse valor” (JOÃO PAULO II, Teologia do Corpo, catequese 28.6)

Nesta conferência sobre a Teologia do Corpo, Peter Colosi explica este duplo significado do pudor.